Bioma original do litoral brasileiro, a Mata a Atlântica cobre uma faixa que vai do Piauí ao Rio Grande do Sul, estendendo-se até a Argentina e Paraguai. Originalmente a área era 1.315.460 km2, 15% do território brasileiro. Atualmente a área remanescente é de 102.012 km2, 7,91% da original.

Mesmo reduzida, a Mata Atlântica possui uma importância social e ambiental enorme. Para cerca de 112 milhões de habitantes (70% da população brasileira) que vivem em seu domínio, ela regula o fluxo dos mananciais hídricos, assegura a fertilidade do solo, controla o clima e protege escarpas e encostas das serras, além de preservar um patrimônio natural e cultural imenso.

Na Mata Atlântica, nascem diversos rios que abastecem as cidades e metrópoles brasileiras, e esse é um dos fatores que tem contribuído com os problemas de escassez de água, principalmente associados ao desperdício, à má utilização da água, aodesmatamento e à poluição. A Mata Atlântica é considerada Patrimônio Nacional pela Constituição Federal (Art. 225). Há inúmeras publicações tanto nacionais como internacionais que referendam sua importância e a necessidade de sua proteção. É um bioma brasileiro ameaçado de extinção e que está entre os mais importantes e ameaçados do mundo.

O Brasil é considerado um dos doze países dotados da chamada megadiversidade, e é o signatário da Convenção da Biodiversidade. Nesse contexto, a Mata Atlântica é considerada um dos maiores repositórios de biodiversidade do planeta e detém o recorde de plantas lenhosas (angiospermas) por endêmicas, além de recordes de quantidades de espécies e endemismo em vários outros grupos de plantas.

No que diz respeito à fauna silvestre, segundo dados do Ministério do Meio Ambiente, a Mata Atlântica abriga cerca de 250 espécies de mamíferos (55 deles endêmicos), 340 anfíbios (87 endêmicos), 197 de répteis (60 endêmicos), 1.023 de aves (188 endêmicas), além de, aproximadamente, 350 espécies de peixes (113 endêmicas). Isso sem falar de insetos e demais invertebrados e das espécies que ainda nem foram descobertas pela ciência.

A Mata Atlântica abriga hoje 383 dos 633 animais ameaçados de extinção no Brasil, de acordo com o Instituto Brasileiro do meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). A biodiversidade da Mata Atlântica é semelhante à da Amazônia. Mico-leão, onça-pintada, bicho-preguiça, capivara são alguns dos mais conhecidos animais que vivem na Mata Atlântica.

A fauna da Mata Atlântica está protegida pela Constituição, de acordo com a Lei 5.197/67 e também pela lei de Crimes Ambientais (9.605/98). Iniciativas de caráter global com desdobramentos de ação regional e local, como agenda 21, também são um instrumento de apoio para proteção da fauna. Mas todos esses elementos dependem da vontade política dos governantes, da conscientização, mobilização e participação dos cidadãos e divulgação do conceito de sustentabilidade nas atividades econômicas.

Compartilhar