O Rio Camanducaia é o principal afluente da margem direita do rio Jaguari, que mais a jusante, ao juntar-se com o Rio Atibaia forma o rio Piracicaba.

Por ter suas nascentes localizadas no estado de Minas Gerais e desaguar no Estado de São Paulo, o Rio Camanducaia é considerado de domínio federal, abrangendo uma área de aproximadamente 900 Km2. Da nascente, no município deToledo (MG) até a foz, em Jaguariúna (SP), o rio Camanducaia percorre aproximadamente 160km, passando pelos municípios de Pedra Bela (MG), Pinhalzinho (SP), Socorro (SP), Monte Alegre do Sul (SP), Amparo (SP), Pedreira (SP) e Holambra (SP). Além desses, fazem parte dessa bacia hidrográfica os municípios de Extrema (MG), Santo Antonio de Posse (SP), Serra Negra (SP) e Tuiuti (SP). A região possui uma população de aproximadamente 300 mil habitantes.

A bacia do Rio Camanducaia sub-bacia integrante das bacias hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), é uma região produtora de água e considerada de extrema importância para o abastecimento público principalmente do município de Amparo. Devido sua importância ecológica, a bacia hidrográfica do rio Camanducaia é quase toda inserida em uma Unidade de Conservação de Usos Sustentável, a Área de Proteção Ambiental (APA) Piracicaba – Juqueri-Mirim – Área II.

A região é muito rica em belezas naturais, pela biodiversidade, pelas florestas e também pelos cursos d ́água. Assim como a bacia do Rio do Peixe, a bacia do Rio Camanducaia faz parte do bioma Mata Atlântica e tem grande parte de sua vegetação original desmatada. Atualmente, restam apenas 4% das matas nativas. Essas áreas, que hoje são ocupadas principalmente por pastagens, culturas agrícolas e também construções, estão bastante degradadas o que prejudica diretamente a sua função ecológica de conservar a água, proteger o solo de erosões, e garantir a manutenção e conservação da biodiversidade local.

Compartilhar