2015

Finalização do projeto “Restauração Florestal de nascentes e córregos no Bairro do Oratório” (Contrato Fehidro 192/2009 Mogi 266), financiado pelo Fehidro/CBH-Mogi. Plantio de 9.000 mudas em 9 hectares.

2014

Lançamento do primeiro vídeo institucional, pelo projeto Verde Novo, patrocinado pela Petrobras.

Viveiro Florestal Copaíba completa 1.000.000 mudas nativas produzidas.

Posse dos novos Conseilheiros Diretores da Copaíba

Copaíba atinge 2.000.000 m² de áreas em processo de restauração, com o plantio de 260.000 de mudas nativas, por meio de programa e projetos de restauração florestal.

Aprovação do projeto “Restauração da matas ciliares de nascentes e cursos d’água na bacia do Rio do Peixe”, financiado pelo Fehidro/CBH-Mogi. 2014 – 2016

Copaíba recebe como doação, propriedade no bairro da Pedra Branca, em Socorro/SP

Aniversário de 15 anos de existência da Copaíba.

Finalização do projeto “Restauração das matas ciliares da microbacia do Ribeirão dos Cubas” (Contrato Fehidro 219/2009 Mogi 233), financiado pelo Fehidro/CBH-Mogi. Plantio de 8.000 mudas em mais de 5 hectares.

2013

Atividade de sensibilização ambiental “Conhecendo o Viveiro”  Atinge mais de 5.000 estudantes e 275 professores.

Viveiro produz 270 mil mudas de 141 espécies de árvores nativas.

Início do projeto “Restauração florestal de áreas ciliares na bacia do rio do Peixe, em Serra Negra-SP”, financiado pelo Fehidro/CBH-Mogi. Plantio de 8.400 mudas em 5 hectares.

Início do projeto “Restauração das matas ciliares de nascentes e cursos d’água do rio do Peixe e afluentes” Etapa IV – 2013 – 2015

2012

Revisão do Planejamento Estratégico. Reformulação da Visão da Copaíba, com novas metas para 2017.

Posse do novo Conselho Diretor da Copaíba

Reformulação do  Programa de Apoio à Copaíba

Mais de 230 mil mudas plantadas em 185 hectares, através dos projetos de restauração florestal.

Início do projeto “Restauração das matas ciliares de nascentes e cursos d´água do rio do Peixe e afluentes – Etapa III, financiado pelo Fehidro/CBH-Mogi.

Encerramento da primeira fase do projeto Verde Novo e início da segunda fase. Mais de 100 mil mudas plantadas, em 85 hectares. Parceria com 65 proprietários de terra de 12 municípios das bacias do Rio do Peixe e Camanducaia.

Finalização dos projetos “Restauração de matas ciliares de nascentes e de cursos d´água – etapas I e II”.  Plantio de 29.500 mudas em 20,2 hectares.

2011

Início dos projetos “Restauração da mata ciliar do Ribeirão dos Cubas” e “Restauração florestal de nascentes e córregos do Bairro do Oratório”, financiados pelo Fehidro/CBH-Mogi.

Finalização do projeto “Ações de restauração da mata ciliar na Bacia do Rio Mogi Guaçu – Conquistas e Desafios”, com recursos do PDA / Ministério do Meio Ambiente. Resultou na publicação “Restauração da Mata Ciliar – conquistas e desafios”.

Mais de 900 estudantes do município de Monte Alegre do Sul – SP atingidos pelas ações do projeto “Restauração das matas ciliares da Microbacia do Ribeirão Monte Alegre”.

Viveiro produz 165 mil mudas de 146 espécies de árvores nativas.

2010

Início do projeto Verde Novo, Copaíba amplia suas ações nos municípios das bacias dos rios do Peixe e Camanducaia.

Finalização do Projeto “Rio do Peixe – situação das áreas de preservação permanente e ameaças ao manancial” Publicação do Relatório sobre o diagnóstico.

Criação do Conselho Consultivo da Copaíba. Posse de 21 membros

Copaíba apoia Movimento Cachoeiras Vivas – manifestação contra a instalação de Usinas Hidrelétricas na bacia do Rio do Peixe.

Viveiro produz mais de 100 mil mudas de 143 espécies de árvores nativas.

2009

Aprovação do projeto “Restauração das matas ciliares da Microbacia do Ribeirão Monte Alegre” (Monte Alegre do Sul / SP). Financiamento da Cobrança Federal / CBH-PCJ – Plantio de 27.498 mudas em 22,1 hectares e sensibilização ambiental de todos os estudantes do município de Monte Alegre do Sul/SP.

Início do projeto “Ações de restauração da mata ciliar na Bacia do Rio Mogi Guaçú – Conquistas e Desafios”, com recursos do PDA/Ministério do Meio Ambiente.

Finalização do projeto “Restauração da mata ciliar do Rio do Peixe”. Plantio de 11.450 mudas nativas em 8,5 ha.

Copaíba comemora 10 anos de existência.

2008

Finalização do projeto “Rio do Peixe Vivo: área demonstrativa de restauração da mata ciliar”. Plantio de 5.168 mudas nativas em 3,1 ha.

Início do projeto “Restauração das matas ciliares de nascentes e cursos d’água” etapas I e II, com recursos do Fehidro/CBH-Mogi. Plantio de 29.522 mudas em 20,2 ha. 3,1 ha.

Alteração do nome para Associação Ambientalista Copaíba e reformulação do logotipo

Viveiro produz 102.557 mudas de 123 espécies nativas.

2007

Início do projeto “Rio do Peixe: Situação das Áreas de Preservação Permanente e ameaças ao manancial”, financiado pelo Fehidro/CBH-Mogi. Diagnóstico do uso das terras de mais de 1.300 ha de áreas ciliares dos 147 km de Rio do Peixe.

Início da produção das mudas em tubetes no Viveiro Florestal Copaíba

Início do projeto “Restauração da mata ciliar do Rio do Peixe”, financiado pelo PDA – Ministério do Meio Ambiente.

Viveiro produz 53.144 mudas de 103 espécies nativas.

2006

Copaíba é selecionadapara participar do Programa Trainee em Meio Ambiente da Fundação O Boticário de Proteção à natureza

Início do projeto “Rio do Peixe Vivo: área demonstrativa de restauração de mata ciliar”, com recurso do Fehidro/CBH-Mogi.

1º projeto executado com financiamento público.

Elaboração do Plano Estratégico para os anos 2007-2009. Missão da Copaíba é reformulada: Conservar a Mata Atlântica das bacias dos rios do Peixe e Camanducaia.

2005

Realização do 50º plantio

Inauguração do Viveiro Florestal Copaíba e da nova sede.

2004

Início do Projeto “Rio do Peixe Vivo”.

Copaíba concentra esforços na restauração da mata ciliar do Rio do Peixe. Viveiro Produz 9.913 mudas de 66 espécies nativas.