Áreas em processo de restauração são monitoradas

Desde de sua fundação, a Copaíba já deu início a restauração florestal de mais de 3.000.000 m2 de Mata Atlântica. Isso tudo acontece por meio de projetos que são desenvolvidos pela instituição, com o apoio de diversas fontes de patrocínio e financiamento.

Todas essas áreas em processo de restauração precisam ser monitoradas e recebem constantes manutenções. Para isso é necessário controlar as formigas cortadeiras, coroar envolta das mudas plantadas, roçar a gramínea competidora nas entrelinhas do plantio, adubar as mudas quando necessário, enfim, é imprescindível cuidar dessas mudas, contribuindo o bom desenvolvimento no campo.

Uma das áreas que está sendo monitorada está localizada na Fazenda Santo Antonio, no bairro das Lavras de Cima, em Socorro/SP – bacia do Rio do Peixe. O entorno de diversas nascentes e as margens de alguns córregos, nessa propriedade, estão sendo recuperados. Lá foram plantadas 12.600 mudas, que agora crescem e se desenvolvem para a formação de uma nova floresta de 10 hectares (100.000 m2).

Esse trabalho faz parte do projeto “Restauração das matas ciliares de nascentes e cursos d’água na bacia do Rio do Peixe”, aprovado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Mogi Guaçu, com recurso do FEHIDRO (contrato 292/2014 – Código MOGI 417).

Compartilhar

Comentários