Áreas restauradas pela Copaíba recebem vistoria da Secretaria do Estado do Meio Ambiente

Diversas são as áreas, em processo de restauração florestal, implementadas pela Associação Ambientalista Copaíba. Somam-se até hoje, 17 projetos de conservação e restauração florestal executados pela instituição. Grande parte desses projetos recebe recurso do FEHIDRO (Fundo Estadual de Recursos Hídricos).

Juntos, esses projetos estão contribuindo para a formação de mais de 3.000.000m2 de novas florestas. Cada área que está sendo recuperada recebe o acompanhamento técnico da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, mais especificamente da Coordenadoria da Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN). São os técnicos desse órgão estadual que vistoriam as áreas em processo de restauração, para acompanhar e averiguar se tudo está sendo executado de forma correta e de acordo com a proposta aprovada.

Recentemente a CBRN esteve visitando duas áreas que estão sendo recuperadas pela Copaíba. Uma delas refere-se ao projeto “Restauração das matas ciliares de nascentes e cursos d’água fases III e IV” (contrato Fehidro 092/2011 – MOGI 294), o qual está em fase de finalização e a outra área visitada pertence ao projeto “Restauração florestal de nascentes e córregos afluente do Rio do Peixe” (contrato Fehidro 186/2015 – MOGI 476). Ambos têm como objetivo conservar os mananciais da bacia do Rio do Peixe.

Após a vistoria da CBRN, um relatório técnico é emitido. Se aprovado, novas parcelas financeiras sejam liberadas e assim, o trabalho de restauração florestal pode continuar. “O acompanhamento in loco da equipe técnica da CBRN dá transparência ao trabalho que está sendo executado pela Copaíba. Eles são criteriosos e exigentes com relação a resultados positivos das áreas. Isso é excelente, pois nos dá respaldo e garantia que estamos no caminho certo”, comenta Ana Paula Balderi, coordenadora da Restauração Florestal da instituição.

Compartilhar

Comentários