Copaíba acompanha e monitora áreas em processo de restauração florestal

Recentemente a Copaíba tem realizado o monitoramento de diversas áreas de em processo de
restauração florestal de projetos executados pela própria instituição. Os últimos
monitoramentos realizados foram dos projetos “Restauração das matas ciliares de nascentes e
cursos d’água na bacia do Rio do Peixe” e “Restauração Florestal de nascentes e córregos
afluentes do Rio do Peixe”, contratos FEHIDRO 292/2014 (código MOGI 417) e FEHIDRO
186/2015 (Mogi 476).
As visitas da equipe técnica da Copaíba têm como objetivo acompanhar e avaliar o andamento
dos projetos em campo, saber se as mudas estão se desenvolvendo e se a área está tendo
sucesso com os resultados da restauração. São feitas análises sobre o desenvolvimento das
mudas, para garantir que ações sejam tomadas caso haja necessidade de alguma intervenção.
Esses projetos estão contribuindo para a restauração florestal da bacia do rio do Peixe,
importante afluente do rio Mogi Guaçu.
São mais de 28 mil mudas plantadas em três propriedades. As áreas estão localizadas no
entorno de diversas nascentes e córregos afluentes do Rio do Peixe. “As florestas que estão
sendo formadas nessas propriedades trazem um ganho importante para a bacia. São essas
florestas que futuramente estarão contribuindo para a conservação da qualidade de água,
comenta Ana Paula Balderi, coordenadora do projeto”
Essas e outras atividades da Copaíba podem ser acompanhadas também pelo
facebook/associacaoambientalistacopaiba ou no site http://www.copaiba.org.br

Compartilhar

Comentários