Copaíba faz manutenção de mudas plantadas no bairro das Lavras de Baixo, em Socorro-SP

A manutenção das mudas é uma etapa importante do processo de restauração florestal. Não basta apenas plantar, é necessária uma série de cuidados após o plantio.

Um dos projetos de restauração florestal executados pela Copaíba é o projeto “Restauração das matas ciliares de nascentes e cursos d’água na bacia do Rio do Peixe”, contrato FEHIDRO 292/2014 (código MOGI 417).

Esse projeto tem como objetivo “Contribuir para a restauração das matas ciliares de nascentes e afluentes diretos do Rio do Peixe, colaborando na conservação dos cursos d’água e do ecossistema a ele associados”. Ele está sendo executado na propriedade Fazenda Santo Antonio, no bairro das Lavras de Baixo, em Socorro/SP.

São 127.500m2 de áreas ciliares que estão sendo recuperados. O entorno de dez nascentes e as margens de oito córregos afluentes do Rio do Peixe hoje já apresenta uma nova floresta em formação. Foram plantadas 12.600 mudas de árvores nativas da Mata Atlântica.

Mas para que seja garantido o sucesso do plantio realizado em maio de 2015, as mudas precisam ser cuidadas. E é exatamente nessa fase que o projeto se encontra.

Todas as mudas são coroadas. O capim que cresce nas linhas de plantio é roçado e as formigas cortadeiras que, muitas vezes atacam as mudas, também são controladas. Os cuidados com as mudas geralmente não passam de dois anos após o plantio. Logo mais essas áreas seguirão por si só, sem receber mais a intervenção da Copaíba.

Compartilhar

Comentários