Copaíba participa de oficina do Pacto para Restauração da Mata Atlântica

A Copaíba, membro signatária do Pacto para Restauração da Mata Atlântica, participou no último dia 25 da II oficina sobre a inserção de dados de restauração e regeneração natural no banco de dados do PACTO.

Como representes da Copaíba, Mayra Tavares e Ana Paula Balderi, estiveram junto aos participantes dos grupos de trabalho científico e geoespacial. O grupo se reuniu para discutir os dados e as análises que irão compor o banco de dados do movimento. O encontro aconteceu no Laboratório de Ecologia e Restauração Florestal da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP), em Piracicaba.

O Pacto

O Pacto pela restauração da Mata Atlântica (PACTO) é um movimento que tem como meta restaurar 15 milhões de hectares até o ano de 2050, por meio da coordenação e integração de esforços e ações de seus mais de 260 membros, com o objetivo de estabelecer paisagens sustentáveis e economicamente viáveis.

Inspirado por sua beleza e importância, e devido à urgência de salvar este bioma tão ameaçado, em 2006 surgiu a ideia de reunir esforços, integrá-los a um movimento sólido e coerente e, a partir daí, criar sinergias entre todos os atores que trabalham com restauração florestal na Mata Atlântica.

Finalmente, após muito trabalho preliminar, o Pacto pela Restauração da Mata Atlântica foi lançado oficialmente em dia 7 abril de 2009.

Compartilhar

Comentários