Dedique-se a Mata Atlântica, seja um voluntário da Copaíba

A Copaíba nasceu de um pequeno grupo de voluntários socorrenses preocupados com a degradação ambiental no rio do Peixe e região. Este grupo se estruturou e deu a origem a ONG – Organização não governamental.

O voluntariado, como em muitas entidades sem fins lucrativos, sempre e foi importante e ainda permeia grande parte das ações da Copaíba.  Atualmente a instituição conta diversos voluntários que colaboram para que a instituição cumpra sua missão de conservar e restaurar a Mata Atlântica das bacias dos rios do Peixe e Camanducaia. Dos diversos voluntários da Copaíba, dois deles, atualmente, têm atuação focada no setor de produção de mudas e restauração florestal.

O voluntário Felipe Moreira de Almeida, de 20 anos, estudante de Biologia da FESB – Fundação de Ensino Superior de Bragança Paulista, está atuando na Copaíba desde maio deste ano. Ele buscou a instituição, primeiramente, para complementar seus estudos na área. “Procurei a Copaíba motivado pelo curso de Biologia e lá, encontrei algo que sempre gostei, a “botânica”. Todo o conhecimento que estou adquirindo me ajuda no meu curso e, futuramente, contribuirá para minha experiência profissional”, comenta Felipe.

Tiago Queiroz Luciano também é voluntário na Copaíba. Ele é jornalista e amante da natureza. Ele sai da cidade de São Paulo, em seus dias de folga, e vai até Socorro se voluntariar nas ações que ele pode contribuir. Tiago associa sua vontade de ajudar com a curiosidade em aprender mais sobre as plantas.

O programa de voluntariado da Copaíba contempla desde estudantes que desejam adquirir conhecimento na área de meio ambiente à pessoas da sociedade civil que se identificam com a missão da Copaíba e consequentemente contribuirão para restaurar e conservar a Mata Atlântica.

Qualquer pessoa pode se tornar um voluntário da Copaíba, seja na produção de mudas do Viveiro Florestal ou na prestação de serviços profissionais. Para se cadastra como voluntário da Copaíba, clique aqui.

Compartilhar

Comentários