Dia 27 de maio celebramos a VIDA com o Dia Nacional da Mata Atlântica

A Mata Atlântica é um bem de caráter difuso – é direito de todos, pertence a todos e, não é de ninguém, particularmente. É um bioma de floresta tropical que abrange a costa leste, sudeste e sul do Brasil, além do leste do Paraguai e da província de Misiones, na Argentina.
Neste Bioma estão 17 estados e 16 capitais – BA, ES, PB, PE, AL, SE, CE, ,PI, RN, MS, GO, MG, SP, RJ, PR, SC, RS. Sete das nove bacias hidrográficas do Brasil, estão na Mata Atlântica, onde vivem mais de 145 milhões de pessoas, que representam 70% da população brasileira.

Confira o vídeo no Instagram da @aacopaiba

Esse bioma é essencial para a sadia qualidade de vida das populações humanas, importante para o abastecimento de água, em quantidade e qualidade, para a proteção da biodiversidade, equilíbrio climático, purificação do ar, sequestro de carbono da atmosfera e, para todas as atividades econômicas nesses estados sem exceção. Como, por exemplo, produção de alimentos pela agricultura e pesca, industrias, para o turismo, produção de remédios, etc.
A Mata Atlântica brasileira é considerada Reserva da Biosfera, pela UNESCO e um dos 34 hotspots mundiais.

Apoie a Conservação e Restauração da Mata Atlântica

O termo hotspots é utilizado para designar lugares que apresentam uma grande riqueza natural e uma elevada biodiversidade, , rica principalmente em espécies endêmicas, que existem apenas num local determinado. No entanto, são lugares que se encontram ameaçados de extinção ou que passam por um corrente processo de degradação. Trata-se dos lugares do planeta onde a conservação de suas feições naturais faz-se mais urgente e são prioritárias.

A criação do conceito de hotspots surgiu a partir de uma necessidade, fruto da seguinte problematização recorrente entre os ecologistas: com tantas áreas naturais existentes no planeta, quais seriam os pontos de maior diversidade ameaçados de extinção e que precisam ser mais urgentemente conservados?

A Mata Atlântica foi selecionada, pois foi profundamente afetada pela ocupação do espaço geográfico, sem planejamento e desde o Descobrimento do Brasil sofre com o desmatamento. Esse importante bioma, tem mais de 20 mil espécies de plantas, sendo oito mil endêmicas (que não ocorrem em nenhum outro lugar do mundo) e 60% das espécies de fauna e flora estão sob algum grau de ameaça.

Em 1988, a Constituição Federal reconheceu a Mata Atlântica como um Patrimônio Nacional. Mas, independentemente do título, a aprovação de uma lei para a proteção da floresta mais ameaçada do Brasil aconteceu apenas 18 anos mais tarde, em 2006.

A Lei da Mata Atlântica , nº 11.428/2006 regulamenta a proteção e uso da biodiversidade e recursos dessa floresta. Seu objetivo principal é assegurar direitos e deveres dos cidadãos e de órgãos públicos no que se refere à exploração consciente dos recursos da Mata Atlântica, considerando critérios sustentáveis, para não prejudicar os ecossistemas que fazem parte da biodiversidade da floresta.

Além disso, a Lei da Mata Atlântica também:
• Cria incentivos financeiros para restauração dos ecossistemas
• Estimula doações da iniciativa privada para projetos de conservação
• Regulamenta o artigo da Constituição que define a Mata Atlântica como Patrimônio Nacional
• Delimita qual é o domínio da floresta
• Proíbe o desmatamento de florestas primárias
• Cria regras para exploração econômica.

Atualmente, há muita pressão sobre as organizações ambientais governamentais e não governamentais para que os hotspots sejam preservados. No entanto, suas áreas encontram-se continuamente ameaçadas pela expansão das atividades humanas, tais como o desmatamento, as queimadas, a poluição, a caça ilegal e outros. As maiores questões envolvem a destruição de habitat, a extinção de espécies animais, a introdução de espécies exóticas e os impactos das mudanças climáticas regionais e globais.

A proteção da floresta em pé e a restauração de áreas degradadas é tarefa e dever de todos, Organizações da Sociedade Civil, empresas, pessoas físicas e todos os níveis do Poder Público, pois todos nós dependemos da biodiversidade para mantermos vivos.

Confira o vídeo no Instagram da @aacopaiba

fonte: https://brasilescola.uol.com.br/
SOS Mata Atlântica

Compartilhar

Comentários