Estado de São Paulo ganha quatro novas Unidades de Conservação

Reserva da Copaíba, em Socorro recebe título e reconhecimento de RPPN

 

No dia 31/01, em celebração Dia Nacional das Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs), foi realizada a cerimônia para entrega dos títulos das quatro novas Reservas do Estado de São Paulo. As novas unidades de conservação estão localizadas nas cidades de Pindamonhangaba, Socorro, Indaiatuba e São José do Barreiro, e somam 140,09 hectares de área protegida.  Agora, contando com essas novas unidades, o Estado de São Paulo possui 99 destas áreas oficialmente reconhecidas, sendo 51 pela Fundação Florestal, 47 pelo ICMBio e uma pela Prefeitura de São Paulo. E existem 24 pedidos de reconhecimento em andamento com área potencial de 2.317,97 hectares.

Para o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, a existência das RPPNs mostra que a parceria desses cidadãos, proprietários das RPPNs, com a SIMA atesta os propósitos do Governo do Estado, através de todas as suas secretarias, em trabalhar juntos, de forma integrada, com o espírito de realizar. “Temos que somar, com esse espírito de cidadania, olhando para o próximo, pois só assim poderemos cumprir nossos objetivos. Todas as ações do Governo são para a proteção do meio ambiente e, acima de tudo, a segurança do povo paulista”, enfatizou.

O evento foi realizado na sede da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente e contou com a presença do secretário Marcos Penido; do diretor executivo da Fundação Florestal, Rodrigo Levkovicz; do diretor de Relações Institucionais da FREPESP (Federação das Reservas Ecológicas Particulares do Estado de São Paulo), Antônio Carioba; do assessor de gabinete
Eduardo Trani; da presidente da CETESB, Patrícia Iglecias; e do comandante geral da Polícia Militar Ambiental, cel. Homero de Giorge Cerqueira.

RPPN Copaíba

A RPPN Copaíba nasceu de um sonho conjunto da própria Copaíba e das doadoras da nossa atual propriedade. A vontade de contribuir para um mundo melhor e para a conservação da natureza fez com que uma área de mais de 20 mil m2 de floresta se transformasse em uma importante Unidade de Conservação para a região.

Toda a área da Reserva foi restaurada pela Copaíba e essa RPPN será utilizada para incentivar que novas Unidades de Conservação sejam criadas na nossa região, além de já contribuir para a sensibilização da sociedade sobre a importância da restauração e conservação da Mata Atlântica, através das vivências ambientais que já são realizadas através do Verde Novo, projeto executado pela Copaíba, patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Socioambiental.

Compartilhar

Comentários