Monitorando áreas restauradas em período de quarentena

Em 2019 e início de 2020 a Copaíba iniciou a restauração de diversas áreas dos projetos executados, mas a ONG teve suas atividades adaptadas e algumas até pausadas devido a quarentena para o combate do Covid-19 (coronavírus). Diante do novo cenário mundial iniciou um novo desafio para a instituição: como monitorar essas áreas em processo de restauração seguindo as normas e decreto dos municípios?

A instituição achou uma solução contando com o apoio dos proprietários parceiros. Mayra Flores, coordenadora da restauração, entra em contato com os proprietários por mensagem pedindo as informações e eles retornam com fotos e vídeos das áreas. O auxilio também acontece para sanar as dúvidas dos procedimentos necessários para o cuidado das mudas.

“O contato com os proprietários através de mensagens sempre aconteceu, mas neste momento está sendo primordial para que possamos dar seguimento no trabalho de restauração. As mudas plantadas precisam de monitoramento constante. Os proprietários colaborando dessa forma, consigo auxiliar com o que deve ser feito e avaliar o desenvolvimento das mudas”, comenta Mayra.

Os plantios estão pausados pois no período que estamos iniciando, outono e inverno, à escassez de chuva faz com que dificulte o cuidado com as mudas plantadas, tornado o processo de restauração trabalhoso. Se tudo estiver normalizado e os projetos em andamento, a restauração de novas áreas acontece a partir de setembro deste ano. Para ter mais informações e acompanhar o trabalho da instituição continue acompanhando nosso site e acompanhe também as redes sociais, procure por @aacopaiba.

Compartilhar

Comentários