O que estamos fazendo com a nossa água?

Dia 22 de março é comemorado o dia mundial da água. Momento oportuno para discutir e propor reflexões sobre o bem mais precioso e indispensável para nossa sobrevivência.

É de comum conhecimento que as florestas são grandes produtoras de água e protetoras de todo o ciclo hidrológico, por esse motivo, são fundamentais para garantir água, em quantidade e qualidade. É a floresta que protege as margens dos rios e mananciais, abastece as nascentes, evita a perda de umidade do solo, previne a erosão e o assoreamento, e ainda mantém a umidade do ar e a temperatura.

Inúmeras são as importantes funções que as florestas exercem. Apesar desse conhecimento ser constantemente abordado, a prática pela conservação e recuperação das florestas ainda é insipiente. Divulgada por muitos, mas exercida por poucos.

Todos nós temos direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado e o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações – famosa frase do artigo 225 da Constituição Federal de 1988. E o que temos feito de fato para defender o que é de bem comum?  O que temos feito pela conservação e preservação dos nossos mananciais?

São questões que nos levam a refletir sobre nosso papel enquanto cidadão de lutar por esse direito, cobrando, por exemplo, dos órgãos públicos e da coletividade, saneamento básico para todos. Mas também cabe a nós o dever de fazermos nossa parte, garantindo melhorias na qualidade ambiental da cidade em que vivemos, do bairro em que moramos. Dar bons exemplos e práticas de conservação e proteção ambiental.

A conservação da água vai além da proteção às florestas, ela permeia as práticas sustentáveis de manejo de solo, o consumo consciente, a redução e a destinação correta do nosso lixo, o plantio árvores, a economia de energia, e muitas outras práticas ligadas às simples ações do nosso dia a dia.

A água, as florestas, a biodiversidade fazem parte das nossas vidas. Somos parte disso e temos como desafio e responsabilidade cuidar desse patrimônio.

Compartilhar

Comentários