Observar as aves, quem nunca?

Conservar florestas, recuperar novas áreas, conectar paisagens e pessoas, melhorar a qualidade ambiental da região, usufruir dos diferentes e essenciais serviços ecossistêmicos que a natureza nos oferece, respirar ar puro, ouvir e avistar as aves silvestres, tudo isso tem relação direta com o bem estar humano e a melhoria da qualidade das nossas vidas.

Quem nunca parou para registar uma foto ou simplesmente contemplar uma ave em meio a natureza? E pensar na sensação que isso nos traz?

É sobre a recuperação dos processos ecológicos e o retorno da vida silvestre que vamos falar aqui.

A recuperação das florestas é um processo lento, trabalhoso e requer investimentos e compromissos de muitas pessoas e instituições. Não é da noite para o dia que formamos novas florestas – a restauração florestal leva anos para atingir seu estágio mais avançado. Mas, os benefícios diretos e indiretos são realmente significativos para toda sociedade. A água que volta a brotar de uma nascente, a margem do rio que não desbarranca mais, o solo que volta a ser fértil, a rica biodiversidade que surge de volta junto com a vegetação nativa.

São inúmeros os relatos de proprietários de terra parceiros da Copaíba sobre o avistamento de aves nas áreas em processo de restauração. “Temos imagens do papagaio verdadeiro, em uma das áreas que foram restauradas. A floresta está se formando e, com ela, as aves começam a ressurgir procurando abrigo e alimento”, cometa Flávia Balderi, Secretária Executiva da Copaíba.

Em uma das propriedades parceiras desse trabalho, em Monte Alegre do Sul, a prática do birdwatching até já foi implementada. A observação de aves lá virou uma rotina dos proprietários e dos visitantes que se reúnem lá, especialmente, para registrar imagens lindas de espécies de aves comuns e raras também. “A região foi muito devastada, mas Monte Alegre teve boa recuperação ambiental e o turismo, principalmente o rural, ganhou força. Na Pousada podem ser vistas 15 espécies só de beija-flores”, comenta Gonzaga Truzzi, proprietário da Pousada da Fazenda e parceiro da restauração florestal.

A Copaíba e tantos outros atores da cadeia da restauração florestal esperam que a inspiração, que a natureza e a observação de aves nos trazem, seja mais um importante movimento para que mais florestas sejam recuperadas.

Compartilhar

Comentários