QUEIMADA É CRIME!

Estamos nos aproximando do período de estiagem, em que a umidade do ar fica muito mais baixa, deixando o clima fica mais seco. Nesse período, qualquer pequeno foco de incêndio pode se alastrar e causar grandes danos. Aliado a isso, a prática ilegal das queimadas aumentam e, infelizmente, esse mau hábito é comum em toda região.

O momento causa alerta à Secretaria Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Socorro. “A maioria dos incêndios é resultante da ação humana. Comportamentos aparentemente inofensivos, como acender fogueiras ou soltar balões, podem se transformar em verdadeiras tragédias”, comenta o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, João Preto de Godoy.

A prática de queimadas pode acarretar resultados catastróficos para sistemas ecológicos e à própria população. O fogo atinge propriedades, coloca em risco a vida de pessoas, mata animais, destrói reservas naturais, nascentes, deixa a terra improdutiva e, se em contato com a rede elétrica, pode deixar bairros e até cidades inteiras sem energia. Os prejuízos são irreparáveis não só para a natureza, mas também para saúde das pessoas. A fumaça causa doenças respiratórias, principalmente em crianças e idosos.

Existem leis federal, estadual e até municipal contra as queimadas. Em Socorro a Lei Municipal 3825/2014 está em funcionamento e quando comprovada a intenção do ato, multas são aplicadas. O objetivo da lei é prevenir os incêndios, protegendo as áreas, florestadas ou não, das queimadas que tem ocorrido com muita frequência. “Temos que sensibilizar as pessoas que isso é um crime e que atear fogo é passível de multa sim, interdição da propriedade e até apreensão do responsável pela queimada. Não é intenção prejudicar ninguém, mas quando descumprida a lei, temos que aplicar a multa”, complementa o Secretário João.

A Associação Ambientalista Copaíba também tem se manifestado contrária a essa ação e há anos tem contribuído com ações de sensibilização da população. “No ano passado, as queimadas foram muito intensas. A estimativa foi de aproximadamente 2.000 hectares de áreas afetados pelas queimadas na região, só no último período de estiagem. O prejuízo ambiental é incalculável”, explica Flávia Balderi, Secretária Executiva da Copaíba.

Queimada é crime! A lei é para todos e deve ser cumprida. Tanto a Secretaria de Meio Ambiente de Socorro quanto a Copaíba reforçam que qualquer cidadão pode denunciar esse crime. Os canais oficiais de denuncia são os telefones da Secretaria de Meio Ambiente 3895-9617 e da Fiscalização 3895-9632.

 

Compartilhar

Comentários